Os grandes feitos do saudoso Cantuária: o primeiro ídolo do São Cristóvão

Por Ana Luíza Pereira - Nascido em 28 de setembro de 1894, João Cantuária foi o primeiro ídolo do São Cristóvão. O mineiro de São João del-Rei vinha de uma família tradicional e de status na época. Cantuária era neto de João Tomás Cantuária, Marechal do Exército que lutou na Guerra do Paraguai e chegou a ser ministro da guerra. Além da linhagem militar, também tinha por parte de mãe os “Cardoso de Menezes”, família que estava muito presente na música clássica.


João chegou no Rio de Janeiro ainda na adolescência mas já apaixonado pelo futebol. Jogou no 2º team do Riachuelo (1908) e do Mangueira (1909) antes de estar presente na reunião para criar o time do São Christóvão Athletic Club. O mineiro assinou a ata de fundação, se tornando assim um dos fundadores do clube em 1909. João se destacou e marcou a história dos alvos no começo do século passado. Com grande espírito de liderança, levou o clube a conquistar uma posição respeitável no futebol carioca.


Chegou com o São Cristóvão na divisão principal do Campeonato Carioca da Liga Metropolitana de Sports Athleticos (LMSA) em 1912, ficando em sexto lugar. O campeonato foi vencido pelo Paissandu aquele ano, um dos poucos times alternativos a conquistar o título. A partir disso, João acompanhou e foi um dos motivos do crescimento de seu time na capital do país e fora dela. Tinha estatura acima da média, elástico, muita técnica e elegância. O seu entusiasmo e fidelidade dava outra cara para o clube, além de influenciar os outros jogadores da equipe, não demorando a se tornar o capitão e treinador do time.

João Cantuária com o uniforme da equipe Cadete. Fonte: Reprodução/Revista Vida Sportiva

Além de levar o São Cristóvão à elite do futebol carioca, Cantuária integrou também a Seleção Carioca, que representava o Brasil em jogos internacionais já que a Seleção Brasileira propriamente dita ainda não existia. Participou de 5 jogos representando o seu país.


No ano de 1918, Cantuária e o São Cristóvão chegaram na temporada como um dos favoritos aos campeonatos, chegando a conquistar o primeiro Torneio Início do clube. Porém, aquele seria um ano de muitas mudanças, não só no futebol. Quando a Primeira Guerra Mundial estava chegando ao seu fim, surge no mundo uma pandemia, ajudando a dizimar ainda mais a população mundial. A Gripe Espanhola teve seus primeiros casos registrados nos EUA e se espalhou pela Europa, chegando ao Brasil em setembro nos navios vindo do velho continente. Não se sabe o número exato de mortos pela doença, mas há uma estimativa de no mínimo 50 milhões de pessoas. Assim como em 2020, muitas coisas no país pararam, inclusive o futebol. Infelizmente, João foi um dos infectados pelos vírus influenza.


No último jogo do Campeonato Carioca antes da pausa, Cantuária jogou. Já estava se sentindo mal e febril. Mesmo assim, sua sede por conquistas não parou o jogador. Queria estar em campo de qualquer maneira e não contou a ninguém sobre suas condições. Jogou os 80 minutos (tempo regulamentar da época) e viu seu time empatar por 1x1 com o Bangu, se afastando mais do então líder Fluminense.

João Cantuária. Fonte: Reprodução/Internet

O mineiro não aguentaria mais duas semanas devido a gripe. João teve o mesmo destino de tantos outros infectados pela doença e faleceu em 25 de outubro de 1918. Em seu leito de morte, Cantuária fez seu último pedido: que seus colegas de equipe não perdessem para o Botafogo, o que foi cumprido no ano seguinte com a vitória do Tovão por 3x1 nos alvinegros.


Na época, João era tão reconhecido pelos amantes do futebol que o São Cristóvão já era denominado pela imprensa como “O Cantuária”. Também é homenageado no hino do time de cadetes. Lamartine Babo, compositor dos hinos dos grandes clubes cariocas, escreveu “Estimulam tua fibra extraordinária, os grandes feitos do saudoso Cantuária”.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 

Endereço

Estádio Ronaldo Nazário 

R. Figueira de Melo, 200 - São Cristóvão, Rio de Janeiro - RJ, 20941-000, Brazil


 Sede Náutica
Av. Brigadeiro Trompowski, 21044 - Maré, Rio de Janeiro - RJ, 21941-590. Tel (21) 2260-9910

        ©2020 por São Cristóvão de Futebol e Regatas.                                                                                              cadete1926@gmail.com